sexta-feira, setembro 01, 2006

Prazer. Agora ou nunca

O que é o desejo?

Porque desejamos?

Desejo pressupõe querer algo. Importa em atitudes e sentimentos que nos levam à busca do objeto de desejo. Será isso a essência da vida? A busca do que se deseja?

Mas o que vem depois?

Claro. O gozo. O desfrutar do que desejámos tanto. Será este então o significado do prazer?

E o desejo após o gozo. Como fica?

Quer se queira ou não, após o gozo, aquele desejo some. Pode até surgir um novo e que tenha até o mesmo alvo, mas, sem dúvida é outro desejo. Diferente.

O meu drama é que o meu desejo é continuar sempre tendo desejo.

Se o meu desejo é ter desejo, o paradoxo impõe que jamais goze, posto que a satisfação não está propriamente em sentir o prazer realmente, mas em buscá-lo.

Repudio que o gozo deva ser algo obrigatório.

Eis porque gosto do prazer de aprender. Pressupõe um desejo que jamais se esgotará.

Tenham uma boa noite.

1 Comments:

Blogger Poliedro said...

"...Repudio que o gozo deva ser algo obrigatório"...Aqui está uma verdade. Em minha opinião, o prazer que poderemos ter quando o buscamos, deve ser sério, verdadeiro, autêntico E, esse não pára mais e é feito de respeito, estima e consideração. Se gostamos de nos rever nele é porque gostamos. É porque nos agrada, ponto final! Respeitemos e salvaguardemos os valores e princípios de que ele é portador. Sim! O respeito está sempre presente em mim e estará em ti também. Sempre fui educado assim! Tenho a certeza que concordarás comigo.
Até breve! Continua.

1:04 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home